Prática da transumância em Seia capta cada vez mais turistas estrangeiros

0

Transumância dos pastores, com a tradicional subida dos rebanhos para o alto da serra da Estrela, atraiu turistas estrangeiros em busca de um turismo de experiências conectado com a autenticidade do território.

A Transumância dos pastores, que teve lugar no passado sábado 30 de junho em Seia, atravessando as Aldeias de Montanha da Póvoa Velha e Sabugueiro, assume-se cada vez mais como um evento que associa a autenticidade da pastorícia ao Turismo de Experiências na serra da Estrela.

Esta prática secular, que anualmente se cumpre por esta altura e que nos últimos 6 anos tem vindo a ser assinalada em Seia, como forma de valorização da atividade pastorícia, mas também de promoção do território, contou este ano com meia centena de participantes. Neste universo, de destacar o crescente número de turistas estrangeiros, representando 20% dos participantes, oriundos de países como França, Brasil e Canadá, sendo os restantes provenientes das imediações, de cidades como Lisboa, Porto e Coimbra. A motivação destes turistas, que procuram autenticidade e genuinidade, fugindo dos conceitos de recriação, é sem dúvida a experiência e o contacto com identidade local.

No que aos pastores diz respeito é de salientar o orgulho e a motivação no seu envolvimento nestas iniciativas, pois entendem-nas como um contributo para a dignificação da pastorícia e, por conseguinte, para a preservação da qualidade daquele que é um dos mais prestigiados queijos do país, o Queijo Serra da Estrela.

Do programa da atividade constaram ações de degustação gastronómica inspiradas na vida pastoril, animação musical, onde se destaca um concerto do grupo Sigilata, uma sessão de contos tradicionais e ações de conservação e preservação da fauna e flora, em que se realça a presença do CERVAS – Centro de Recuperação de Animais Selvagens, protagonista de um momento carregado de emoção, com a devolução à natureza de uma ave de rapina que havia sido encontrada ferida.

De destacar, ainda, a presença de um grupo de Urban sketchers que, além de terem sido pastores por um dia, captaram, por via do desenho, a essência desta atividade, aumentando assim o acervo artístico e cultural desta prática ancestral.

A iniciativa resultou de uma parceria entre os pastores do concelho de Seia, o Município de Seia e a Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede das Aldeias de Montanha, integrando a Grande Rota da Transumância, projeto transversal da Agência de Desenvolvimento Gardunha enquadrado na EEC PROVERE iNature, cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do CENTRO 2020 – Programa Operacional Regional do Centro.

Ler Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Comentários fechados.

Powered by themekiller.com