Mogadouro com reforço de verbas comunitárias para educação e valorização de raças

0

Mogadouro foi contemplado com cerca de dois milhões de euros provenientes do reforço de verbas do Programa Comunitário 2020 e do PROVERE, destinados à educação e valorização de raças autóctones, anunciou o presidente da Câmara.

“Este montante vem colmatar algumas lacunas de financiamento para a construção de equipamentos públicos, importantes para o concelho, e que tinham um financiamento comunitário muito baixo. Estamos a falar da construção da nova cantina escolar e social, e de um centro para exposição e valorização de raças autóctones”, explicou Francisco Guimarães.

No caso da recuperação do edifício do antigo Ciclo Preparatório, que será transformado em cantina escolar, o montante a investir ronda 1,4 milhões de euros onde a comparticipação comunitária, inicialmente, era de 255 mil euros.

“O reforço da verba através do Pacto da CIM – Terras de Trás – os – Montes com a CCDR-N, proveniente do Programa Comunitário Portugal 2020, permitirá uma comparticipação de 85%, no caso da construção da cantina escolar, uma obra prevista para o final do ano”, explicou o autarca.

A futura cantina terá duas componentes: uma dedicada à comunidade escolar do concelho e uma outra social.

“Dada a localização do atual edifício, o novo equipamento vai permitir que os alunos não tenham de sair do perímetro escolar para fazer as suas refeições, o que só por si trará mais segurança e bem-estar aos utilizadores, e ao mesmo tempo recuperamos um imóvel que já apresenta sinais de degradação”, especificou Francisco Guimarães.

Já para o Centro de Exposição e Valorização de Raças Autóctones, este financiado com fundos do PROVERE – Programa de Valorização Económica dos Recursos Endógenos, o valor de comparticipação inicial era de 200 mil euros, para um equipamento que está orçado em um milhão de euros.

“Trata-se de uma comparticipação muito baixa para um empreendimento desta envergadura. Após negociações com o conselho intermunicipal da CIM – Terras de Trás-os-Montes, o valor inicial foi revisto e foi conseguido mais meio milhão de euros para o financiamento deste equipamento agropecuário”, explicou o responsável autárquico.

Com esta negociação de verbas, o finamento do Centro de Exposição e Valorização de Raças Autóctones passa para os 750 mil euros.

Fonte: Sapo.pt

Ler Artigo Original
Fonte: Gazeta Rural

Partilhar

Sobre o autor

Comentários fechados.

Powered by themekiller.com