II Congresso Internacional das Aves com o apoio do Geopark Naturtejo

0

O Geopark Naturtejo – Geoparque Mundial da UNESCO marca presença no II Congresso Internacional das Aves, em Lisboa. Este congresso pretende reunir, com a finalidade de troca de conhecimentos, investigadores que têm trabalhado sobre a origem, evolução e utilização das aves pelo homem. Dirige-se sobretudo a paleontólogos, pré-historiadores, arqueólogos, e a historiadores.

As aves, com mais de 9000 espécies vivas, são o grupo de vertebrados voadores mais bem-sucedido, superando qualquer outro grupo de vertebrados voadores, pela sua abundância e diversidade, quer no presente quer no passado. As aves são animais espantosos, quer pela sua fisionomia, pela cor das suas penas, por voarem, mas também pela sua história evolutiva. De facto, as aves são na realidade dinossáurios, pois na moderna organização taxonómica, aves e dinossáurios partilham o mesmo ramo da evolução: o ramo dos Dinosauria.

As aves aparecem representadas nas artes de culturas e civilizações diversas, desde a Pré-História até aos dias de hoje, na arte rupestre, na cerâmica, na escultura, nos mosaicos e na pintura. Por outro lado, as penas das aves foram usadas também desde a pré-história como adorno: recentes estudos demonstram que já os neandertais usavam penas de corvídeos para adornarem o corpo. Tal como outros animais, também as aves aparecem associadas a mitologias diversas, surgindo até com características divinas no seio de alguns povos, como é o caso do Antigo Egipto, em que o íbis-branco era considerado como encarnação do deus Thoth.

O congresso, organizado pelo Centro Português de Geo-História e Pré-História, decorrerá entre 29 de maio a 1 de junho de 2018, em Lisboa, na Biblioteca Nacional de Portugal e está organizado em várias sessões temáticas, que refletem as várias vertentes do congresso (a origem e a evolução das aves; o Homem e as aves e as questões paleoambientais e ambientais, relacionadas com as aves).

Na sessão dedicada ao comportamento das aves no registo fóssil organizada com o apoio do Geopark Naturtejo marcarão presença especialistas dos EUA, Hungria, Espanha e França. O investigador Zain Belaustegui da Universidade de Barcelona, em co-autoria com Carlos Neto de Carvalho, coordenador científico do Geopark Naturtejo, apresentará o registo fóssil conhecido que permite reconstituir a evolução do comportamento deste importante grupo de animais. Já Donald Goldstein, da Universidade de Connecticut, revelará a história da origem aviana dos dinossauros. De dois geoparques designados pela UNESCO virão Lázló Kordós, de Novohrad-Nograd, para falar do fascinante sítio paleontológico de Ipolytarnoc, bem como Marie-Joséph Soncini, da Reserva Geológica da Alta-Provença, que demonstrará como as pegadas fossilizadas de aves estão a ser utilizadas como recurso educativo.

Apesar de este ser um congresso de índole científica, está virado também para a participação de estudantes e, pela sua abrangência, está também aberto à participação de curiosos e interessados sobre esta temática que queiram aprofundar os seus conhecimentos.

Mais informações e inscrições em http://congressoaves2018.org/

Ler Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com