Idanha propõe parceria a Braga para Capital Europeia da Cultura

0

No âmbito da Rede Portuguesa das Cidades Criativas da
UNESCO, o presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto,
propôs uma parceria cultural com a cidade de Braga, a qual está a preparar a
candidatura a Capital Europeia da Cultura em 2027.

O desafio surge após a assinatura do protocolo de colaboração para criação da Rede Portuguesa das Cidades Criativas da UNESCO, que teve lugar a 23 de Outubro, em Braga, celebrado por Idanha-a-Nova (Música); Amarante (Música); Barcelos (Artesanato e Artes Populares); Braga (Artes e Media); e Óbidos (Literatura).

“O objectivo é que a rede composta pelas cinco cidades criativas portuguesas da UNESCO – uma distinção que reconhece a sua criatividade e dinamismo – possa contribuir para enriquecer a candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura, de forma a potencializar a sua programação cultural em áreas tão diversas como o artesanato, a literatura, a música ou a relação entre arte e tecnologia”, sublinha Armindo Jacinto.

A assinatura do protocolo decorreu na Universidade do Minho, em Braga, com o intuito de fortalecer a ligação entre os cinco municípios signatários e de inspirar redes efectivas de cultura e criatividade em Portugal, através da promoção da criatividade aplicada às cidades e às suas estratégias de desenvolvimento territorial sustentável, no contexto dos princípios da Rede das Cidades Criativas da UNESCO.

A parceria agora estabelecida prevê, entre outras acções, o desenvolvimento de um evento conjunto para celebração da criatividade; a colaboração na organização de uma Conferência Nacional Bienal sobre Cidades Criativas; a criação de um website promocional; o acesso a uma Bolsa de Oportunidades para Criativos e Cidades; o reforço de parcerias ou projectos no contexto das Cidades Criativas envolvendo a comunidade académica e outras entidades ligadas à investigação; e a procura de fundos nacionais e internacionais para desenvolvimento de projectos conjuntos.

Na génese da iniciativa está a convicção no poder da cultura e criatividade nos processos de desenvolvimento sustentado dos territórios. Com efeito, a Rede de Cidades Criativas da UNESCO é uma interveniente chave na implementação dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 definidos pelas Nações Unidas.

Recorde-se ainda que a Rede de Cidades Criativas da UNESCO foi criada em 2004 com o objectivo de promover internacionalmente a cooperação entre territórios que identificaram a criatividade como um factor estratégico no seu desenvolvimento. Em todo o mundo há actualmente 180 Cidades Criativas da UNESCO, das quais cinco são portuguesas.

O conteúdo Idanha propõe parceria a Braga para Capital Europeia da Cultura aparece primeiro em GazetaRural.

Ler Artigo Original
Fonte: Gazeta Rural

Partilhar

Sobre o autor

Comentários fechados.

Powered by themekiller.com