Gloria Reynolds 2009: arte e tradição, uma década depois

0

A nova colheita de um dos vinhos mais exclusivos do Alto Alentejo, o Gloria Reynolds Art & Tradition, da emblemática adega alentejana Reynolds Wine Growers, é apresentada 10 anos depois da vindima. No ano de 2009 foram apenas produzidas 5.000 garrafas, todas numeradas.

A história da família Reynolds em muito se relaciona com a própria história do Alentejo. Em 1850 instalam-se definitivamente na região, primeiro como pioneiros da indústria da cortiça, mas sempre atraídos pelo seu potencial para a produção de vinho de elevada qualidade. Robert Reynolds, patriarca da família, foi o impulsionador do negócio, passando, anos depois, a sua paixão pela terra e pelo vinho ao seu filho Robert Rafael e neto Carlos.

Já no novo século, em 1911, Carlos Reynolds tem uma primeira filha, Gloria Reynolds, mãe do atual viticultor do projeto – Julian Reynolds. Inspirado pela história do seu avô, bisavô e trisavô, que marcaram não apenas a história da produção de vinhos no Alentejo, mas também dos vinhos em Portugal, Julian decide recuperar o rótulo Reynolds, perdido nos anos 70, em honra da sua mãe e de todos os seus antepassados que viveram na região.

Nascia assim o homónimo Gloria Reynolds, um vinho que tem como missão traduzir a paixão da família Reynolds pelas terras do Alentejo, pela casta Alicante Bouschet (introduzida pela primeira vez em Portugal por Robert Rafael Reynolds e seu irmão John) e o terroir especial da herdade da Figueira de Cima, influenciado pelo micro-clima da Serra de São Mamede.

Produzido pela primeira vez em 2002, colheita à qual sucederam as de 2004, 2005, 2007 e 2009, esta última apresentada agora ao mercado, o Gloria Reynolds é elaborado a partir de um blend das castas Alicante Bouschet (50%) e Trincadeira (50%), num conjunto marcado pelos taninos firmes, frescura exuberante e enorme potencial de envelhecimento. A prova-lo está o estágio mínimo de 5 anos em garrafa antes de chegar ao mercado.

A par do perfil único e distinto, o lançamento do Gloria Reynolds 2009, uma década depois da sua produção, fica também marcado pelos expressivos 95 pontos atribuídos pelo crítico Mark Squires (Robert Parker), que, entre muitos elogios, destacou a sua “surpreendente frescura”. A distribuição no mercado nacional é exclusiva da Heritage Wines. Para mais informações, consultar: www.reynoldswinegrowers.com e www.heritagewines.pt.

O conteúdo Gloria Reynolds 2009: arte e tradição, uma década depois aparece primeiro em GazetaRural.

Ler Artigo Original
Fonte: Gazeta Rural

Partilhar

Sobre o autor

Comentários fechados.

Powered by themekiller.com