Festival de Street Art vai dar 15 novas paisagens artísticas a Viseu

0

O concelho de Viseu vai ficar com 15 novas paisagens artísticas, inspiradas na temática da gastronomia, durante a quinta edição do Festival de Street Art Tons da Primavera, que decorrerá de 09 a 12 de Maio.

Naquela que será a sua quinta edição, o Festival de Street Art renova a aposta em artistas internacionais.

“Viseu é hoje uma cidade referência, um destino incontornável, quando falamos no mapa português de ‘street art’, e foi muito simples seduzirmos dois dos nomes maiores da ‘street art’ em Espanha, que estarão pela primeira vez em Portugal, Miquel Wert e Lula Goce”, disse hoje o vereador da Cultura e Turismo, Jorge Sobrado, durante a apresentação do evento.

Segundo Jorge Sobrado, o artista plástico cabo-verdiano Tutu Sousa e o brasileiro UTOPIA estarão também presentes, juntando-se aos portugueses HAZUL, REGG, Pedro Raposo Mendes, Oker & Asno, GLAM e a Draw & Contra.

Esta dupla executará um grande mural de tributo a Dom Zeferino, considerado o maior nome da gastronomia viseense no século XX.

O vereador frisou que a quinta edição do Festival de Street Art terá também uma forte presença de artistas de Viseu, como Rosália Marques, Rosário Pinheiro, YOUTHONE, Luís Daniel e o coletivo Ergo Bandits.

“Surgem como filhos do festival”, afirmou Jorge Sobrado, lembrando que alguns deles estiveram a apoiar artistas que participaram na primeira edição, chegando-lhes latas de tinta e água.

Jorge Sobrado frisou ainda a aposta na diversificação de expressões artísticas.

Além da pintura mural, haverá “uma grande exposição de fotografia, a céu aberto, nos varandins, nas janelas, nas passagens entre casas” do centro histórico, dedicada ao tema da gastronomia e dos produtos da terra, da autoria do fotógrafo Pedro Raposo Mendes, que está a fazer uma residência em Viseu.

“A pintura mural é a arte maior do festival, mas, além da fotografia, teremos também escultura pública”, avançou o vereador, acrescentando que GLAM foi convidada a intervir no Parque Aquilino Ribeiro e, Luís Daniel, no Parque Merendeiro de São Cipriano e Vil de Souto.

O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, destacou o facto de, mais uma vez, o festival estar também presente nas freguesias periurbanas e rurais, como Orgens, Campo, Repeses e São Salvador, Fragosela, Abraveses, São Cipriano e Vil de Souto.

“Gostamos de ter políticas democráticas, que liguem a área urbana, a periurbana e a rural e, mais uma vez, isso irá acontecer”, afirmou Almeida Henriques, acrescentando que é valorizada “uma lógica de partilha desta arte pública um pouco por todo o território”.

Após este festival, o concelho de Viseu ficará com um roteiro de ‘street art’ que incluirá 60 locais a visitar.

Ler Artigo Original
Fonte: Gazeta Rural

Partilhar

Sobre o autor

Comentários fechados.

Powered by themekiller.com