Feiras Novas 2017: Concertinas saem à rua para bater recorde do “Guiness”

0

Escutam-se por todo o lado. Tocadas por jovens ou adultos, homens ou mulheres, as concertinas são alma da festa que começa a 8 e termina a 11 de setembro, em Ponte de Lima.

Depois da última edição das Feiras Novas ter aberto com quase cinco centenas de tocadores, a Vila mais antiga de Portugal propõe-se este ano a entrar para o Guiness, com o maior número alcançável de pessoas a tocar “Ó Linda Rosinha” em concertina.

Embora agendadas de 8 a 11 de setembro, as Feiras Novas agitam a Vila mais antiga de Portugal desde o dia 6 do mesmo mês, já que a abertura “solene” da romaria está marcada para as 22h00 da referida quarta-feira.

O recorde bate-se pelas 22h30 da referida data, e qualquer um pode tomar parte do acontecimento que porventura registará o nome de Ponte de Lima no Guiness Book of Records, pelo que basta aparecer meia hora antes, acompanhado de concertina, na ponte medieval.

Num balanço perfeito entre tradição e inovação, estas festas com 191 anos, conciliam na noite de 6 de agosto, a tentativa de Record, um desfile e arruadas. Destaque ainda para o espetáculo de Videomaping, que projeta ainda mais estórias nas paredes do Largo de Camões.

Na quinta-feira, dia 7 de Setembro, das 22h00, às 04h00, as Feiras Novas dividem-se por vários palcos. Destaque para o Largo de Camões, que a partir das 22h00 recebe a Banda de Música de Estorãos e a Banda Musical de Monção. Desde a mesma hora, até à madrugada de dia 8 de agosto, a Expolima é palco do “Summer Music Fest”, com “Chinelos com Vida”.

O Fado ecoa pelo Largo da Lapa, a partir das 21h00 de 8 de setembro, com Fado de Coimbra do grupo Fado ao Centro. Ao Fado, seguem-se pelas 22h00 Concertos de Tunas: Afonsina; Hinoportuna; TESA; TUNESA; e Spestuna.

Simultaneamente, pelas 22h00, em pleno Largo de Camões, a Banda de Música da Casa do Povo de Moreira de Lima, e Banda de Música de Rio Mau (Penafiel) vão estar em Concerto.

Mas como as Feiras Novas não são reféns de um único palco, ainda simultaneamente, pelas 22h00, iniciam-se na Expolima os tradicionais Cantares ao Desafio, pela voz de Zé Cachadinha e seus Amigos.

Para fechar a noite de sexta, das 00h00 às 06h00, o “Summer Music Fest” continua na Expolima com Jonh Mayze & Miguel Faria e Mastiksoul.

Na manhã de sábado, 9 de setembro, às 08h30, no Picadeiro grande da Expolima decorre o Concurso pecuário. E no Largo de Camões, rusgas, cantares, bandas, concertinas, bombos e desgarradas, prolongam-se dia adentro. Pelas 16h00 do mesmo dia, o Cortejo Etnográfico, mostra do que de mais genuíno existe no nosso concelho.

Decorre em paralelo pelas 16h30, na Expolima, uma corrida de garranos.

Chegada a noite, o Centro Histórico transforma-se num momento de singular cultura popular, que culmina às 00h30 com uma magnífica sessão de fogo-de-artifício. Novamente até às 06h00, em plena Expolima decorre o “Summer Music Fest”, com Dumore e Wao.

O “Domingo de Feiras Novas” começa novamente bem cedo, já que a partir das 08h30, rusgas, cantares, bandas, concertinas, bombos, desgarradas, e gigantones animam a Vila, até o tão esperado Cortejo Histórico, sob o tema “Crenças, lendas e narrativas – Visitas e passagens régias em Ponte de Lima”.

Pelas 18h00 a Expolima recebe uma tourada, e noite adentro a animação prolonga-se um pouco por todos os espaços da Vila. Destaque para o Festival de Folclore a partir das 21h30, no Centro Histórico, e novamente para o “Summer Music Fest” com Steven Rod, e claro, para a sessão de fogo-de-artifício.

A Última Feira Franca decorre na segunda-feira, 11 de setembro. O dia é Consagrado às Solenidades Religiosas em honra de Nossa Senhora das Dores – Padroeira das Festas, pelo que pelas 10h30, na Igreja Matriz, decorre a Missa solene com Sermão em Sua Honra. Também pelas 16h30, decorre em pleno Centro Histórico, a Procissão em honra da Padroeira, com muito figurado alegórico, confrarias, Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima e Associações locais.

Estas são só algumas das muitas atividades que nestes dias matizam a Vila, cabe ao visitante descobri-las ao virar de cada esquina.

Ler Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com