Expodemo’19, o mapa do recinto, todo ele na cercania dos Paços do Município de Moimenta da Beira

0

É o mapa do recinto da Expodemo 2019. São cerca de oito mil metros quadrados de área em redor dos Paços do Município, no miolo mais urbano e representativo da vila de Moimenta da Beira. O espaço vai acolher 160 expositores, quatro palcos, várias áreas comerciais e institucionais e outras zonas de lazer e conforto.

A Expodemo arranca a 13 de setembro e encerra dois dias depois, a 15. É o certame de maior dimensão e mais concorrido da região. Estima-se que mais de 40 mil pessoas visitem o recinto durante os três dias. O evento é uma feira de negócios e de cultura, de sentidos e emoções, é a Festa da Maçã, fruto da terra, das raízes e da Luz, que se assume hoje como um relevantíssimo cartaz turístico e cultural de Moimenta da Beira, coração da maçã.

O certame, que se estreia como “ecoevento”, certificado pela Resinorte, estreará também o “Pavilhão das Letras”, espaço de tertúlias, lançamentos de livros, maratona de leituras, presença de autores da lusofonia, poesia e debates à volta da literatura; e inaugurará ainda o pavilhão do “Parque Paiva Natura”, uma área expositiva que visa explicar o investimento que resulta da aprovação de uma candidatura que contemplou, para já, a criação de um percurso pedonal ao longo do rio Paiva, o curso de água menos poluído da Europa, e outro motorizado através das vias nacionais e municipais que atravessam o território entre as aldeias do Senhor dos Aflitos e Segões. Tudo num sítio do concelho que pertence à Rede Natura 2000, espaço que apresenta grande biodiversidade, cujo valor biológico é inestimável, constituindo-se mesmo como um elemento identitário.

Destaque ainda para as quatro ruas de acesso ao recinto, que estarão novamente ornamentadas com elementos decorativos, ‘tetos’ de maçãs suspensas, um trabalho artístico a cargo da “Impactplan – Art Productions”, a empresa que criou o “Umbrella Sky Project”, os chapéus-de-chuva coloridos nas ruas Águeda, que se tornaram uma imagem de marca da cidade. Assim, na rua Aquilino Ribeiro, as maçãs assumirão as cores das várias qualidades do fruto: verde, amarelo e encarnado. Nos outros três acessos, apenas uma das cores: verde, da variedade Granny Smith, na Avenida 25 de Abril (junto aos CTT); amarelo, da Golden, na Rua General Humberto Delgado (Central de Camionagem); e encarnado, da Starking, na Avenida 25 de Abril (junto ao BPI).

Ler Artigo Original
Fonte: Gazeta Rural

Partilhar

Sobre o autor

Comentários fechados.

Powered by themekiller.com