Estão a “chover” sementes nos concelhos afetados pelos incêndios

0

O projeto “Semear Portugal por Via Aérea” arrancou, esta quarta-feira, em vários concelhos do distrito de Viseu, que foram afetados pelos incêndios deste verão.

Entre quarta e quinta-feira, um avião Dromader M-18, geralmente utilizado para combater incêndios florestais, vai estar ao serviço de vários concelhos do distrito de Viseu para lançar aquilo a que podemos chamar verdadeiras “bombas de sementes”, conta a TSF.

Esta operação, batizada de “Semear Portugal por Via Aérea”, é um projeto conjunto do movimento Replantar Portugal, da Take C’Air Crew Volunteers, da Quercus e da Avitrata e tem como objetivo evitar a erosão dos solos das zonas afetadas pelos incêndios do verão.

Segundo a TSF, a aeronave vai descarregar milhares de sementes de gramíneas e leguminosas, oferecidas por duas empresas, numa área de cerca de 50 hectares nos concelhos de Gouveia, Mangualde, Nelas, Oliveira do Hospital, Seia e Tondela.

Os locais foram escolhidos pelos municípios envolvidos no projeto e visam sobretudo as encostas, que são sítios íngremes, de menor acesso e onde existe um maior risco de derrocadas.

“Estamos a promover a flora e, associado a isso, estamos a ajudar a fauna. Não nos podemos esquecer que perdemos esta falta de coberto vegetal que poderá pôr em causa também a fauna associada, nomeadamente, as abelhas”, explica Sílvia Alves Ferreira, do movimento cívico Replantar Portugal.

Presente no aeródromo de Viseu, onde o Dromader levantou voo para dar uma nova vida a estas florestas, o secretário de Estado das Florestas, Miguel Freitas, sublinhou a importância de promover a estabilização dos terrenos depois dos fogos.

“O ano passado houve incêndios e só se fez a estabilização de emergência a partir de março deste ano e, portanto, é a primeira vez que estamos a fazer tudo no tempo certo para que a estabilização de emergência possa ser feita no tempo em que é preciso”, explicou aos jornalistas o governante, citado pela RTP.

De acordo com a rádio, esta não é uma técnica nova em Portugal e já foi utilizada, com sucesso, em Braga e São Pedro do Sul. A iniciativa vai continuar no próximo ano nos mesmos concelhos e poderá ser alargada a outros territórios e com novas técnicas.

Fonte: ZAP

Ler Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com