Áreas Florestais Agrupadas: Floresta mais rentável e segura

0

Valorizar uma floresta em que predominam as pequenas propriedades florestais é o desafio que a Região de Aveiro enfrenta. Para a Associação Florestal do Baixo Vouga (AFBV), a solução passa pela gestão conjunta das propriedades, através das Áreas Florestais Agrupadas (AFA). Este modelo de gestão permite poupar cerca de 20% nos custos dos trabalhos florestais, garantindo um incremento da produtividade superior a 60% (eucaliptos). As mais-valias das AFA, que já se encontram em desenvolvimento no terreno, serão apresentadas no dia 5 de Dezembro, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal de Albergaria-a-Velha, durante uma sessão informativa organizada pela AFBV.

Melhor planeamento, organização e operacionalização são algumas das vantagens da gestão comum das propriedades. Ao ganhar escala, é possível reduzir os custos das intervenções, aumentar a produtividade e tornar mais fácil o cumprimento das obrigações legais e o processo de certificação florestal.

Sem perder a autonomia sobre o seu terreno, os proprietários, através de parcerias com entidades e empresas do sector, encontram nas AFA as soluções para problemas comuns. Acesso a melhores condições de financiamento e contratualização de seguros, bem como formas mais eficazes de combater doenças, pragas e incêndios são alguns exemplos.

A sessão informativa “Uma solução para a Floresta de minifúndio: Áreas Florestais Agrupadas”, aberta à comunidade, irá reunir especialistas, bem como proprietários florestais que integram os projetos pilotos de Águeda e Vagos que irão dar o seu testemunho e abordar as especificidades das AFA.

O que são as Áreas Florestais Agrupadas?

São áreas florestais superiores a 10 hectares constituídas por cinco ou mais parcelas de terreno continuas e pertencentes a cinco ou mais proprietários, sujeitas a um plano de gestão florestal e a um plano de investimento comuns. A AFBV apoia os proprietários durante todo o processo de constituição das Áreas Florestais Agrupadas, através de assessoria técnica e jurídica, incluindo o acesso a comparticipações financeiras.

Os números

2 projetos AFA implementados:

AFA Panasqueira (Castanheira do Vouga, Águeda): 12 proprietários – 11ha

AFA Pedricosa (Lavandeira, Vagos): 30 proprietários – 9ha

7 Projetos em fase de desenvolvimento (Aveiro, Vagos, Albergaria-a-Velha, Águeda e Anadia)

Poupança nos custos dos trabalhos florestais de cerca de 20%

Incremento de produtividade nas áreas de eucalipto superiores a 60%

Sessão Informativa:

“Uma solução para a Floresta de Minifúndio: Áreas Florestais Agrupadas”

18h00 – Biblioteca Municipal de Albergaria-a-Velha

– Apresentação do filme “Áreas Florestais Agrupadas”

– “Os proprietários florestais e a sua lógica de investimento”, com Fernando Oliveira Baptista, do Instituto Superior de Agronomia

– “O que são as Áreas Florestais Agrupadas”, com Luís Sarabando, da Associação Florestal do Baixo Vouga

– Apresentação dos projetos pilotos das Áreas Florestais Agrupadas, com os proprietários florestais.

A Associação Florestal do Baixo Vouga

Foi com a vontade de contribuir para uma melhor gestão e defesa da Floresta que, em 1999, nasceu o projeto da Associação Florestal do Baixo Vouga. Valorizar e dignificar o sector florestal é a nossa missão.

A Floresta é uma fonte de riqueza e garantia de qualidade de vida, mas isso só é possível graças às pessoas que vivem da Floresta e usufruem da sua paisagem e recursos.

Passados quase 20 anos, conhecemos melhor a nossa floresta e as nossas gentes. A motivação cresceu, reforçada pela certeza de que a união é a palavra de ordem para a valorização do sector.

Ler Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Comentários fechados.

Powered by themekiller.com