Açores têm quatro projectos eleitos no Orçamento Participativo de Portugal

0

Os Açores têm quatro projectos vencedores no âmbito do Orçamento Participativo de Portugal (OPP), a que o Estado afectou 375 mil euros para a execução de propostas de âmbito regional da iniciativa de cidadãos residentes no arquipélago nas áreas da Justiça e da Administração Interna, que correspondem a competências do Estado na Região.

O Governo dos Açores, parceiro do Governo da República para a implementação do OPP na Região, “congratula-se pelo sucesso da iniciativa e pela adesão dos cidadãos a esta iniciativa de democracia participativa, felicitando os proponentes das propostas vencedoras”.

Os vencedores

Foram eleitos os projetos com os números 439 – ‘Formação de reclusos’, apresentado por Carla Silva, 441 – ‘Criação de bolsa de formadores de reclusos’, apresentado por Isabel Almeida Correia, ambas do Faial, 522 – ‘Trilhar Caminhos’, apresentado por Anabela Borba, da Terceira, e 546 – ‘Implementação de um programa que vise a promoção da cidadania e prevenção de indisciplina e violência’, apresentado por Raquel Rebelo, de São Miguel.

A afectação de verbas da administração central a estes projectos regionais, que terão, em média, uma duração de 24 meses, representa um investimento ‘per capita’ oito vezes superior ao do território do continente.

A segunda edição do Orçamento Participativo de Portugal prevê um aumento de 250 mil euros para a execução de projectos da iniciativa de cidadãos residentes nos Açores.

Os Açores tiveram 10 dos 24 projectos seleccionados para votação, sendo sete de âmbito regional e três de âmbito nacional nas áreas da Cultura e da Agricultura.

Pode consultar a lista e os projectos vencedores aqui.

Agricultura e Mar Actual

Açores Orçamento Participativo Portugal 2017-09-16João BorgesLer Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com