Abate de bovinos para consumo local de carne cresce 2,4% nos Açores

0

O consumo local de carne de bovino abatida nos matadouros dos Açores registou um crescimento de 2,4% nos primeiros sete meses deste ano, comparativamente ao período homólogo de 2016, numa tendência de crescimento que se regista desde 2015.

Os dados da Secretaria Regional da Agricultura e Florestas relativos à evolução do número de abates de bovinos nos Açores indicam que os animais aprovados para consumo local entre Janeiro e Julho deste ano representaram 49,2%, enquanto no mesmo período em 2016 atingiram 44,7% do total de abates realizados no arquipélago.

Desde 2015 que o número de animais aprovados para consumo local na Região tem vindo a crescer.

Entre Janeiro e Julho de 2015 foram abatidas 15.904 cabeças de bovino, número que subiu para 17.702 no mesmo período de 2016, atingindo 18.118 nos primeiros sete meses deste ano.

Este crescimento do consumo interno de carne é justificado pelo aumento do número de turistas que visitam os Açores, o que “é muito animador devido ao impacto directo que tem na economia regional”, refere fonte do Governo Regional dos Açores.

Exportação cai 14,7%

Relativamente à exportação, apesar de uma variação negativa de 14,7% comparando os primeiros sete meses de 2016 com 2017, verifica-se uma tendência de recuperação, já que em Junho o abate de animais para exportação era -8,4% e em Julho -7,1%.

Mensalmente são publicados os dados sobre os abates aprovados para consumo nos matadouros do arquipélago de modo a “permitir aos parceiros antever o comportamento e a evolução do sector, constituindo, assim, mais uma ferramenta de trabalho colocada ao serviço dos agricultores açorianos para melhorarem os seus rendimentos”, afirma a mesma fonte.

Agricultura e Mar Actual

Açores 2017-08-19Ana Cordeiro de SáLer Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com