11.ª Feira Histórica de Serpa com Besteiros em destaque no espaço Nora

0

No âmbito da Feira Histórica de Serpa, que tem lugar este fim de semana (17, 18 e 19 de agosto), durante três dias, realizam-se, às 18 horas, no espaço Nora, várias palestras sobre o tema central do certame: Os Besteiros do Conto.

Paralelamente, encontram à disposição dos participantes e de outros interessados, para empréstimo, trajes da época histórica desta edição. Os trajes podem ser levantados no Espaço Wasabi, no Largo dos Condes de Ficalho, no dia 16, quinta-feira, das 11.00 às 13.00 horas e das 18.00 às 20.00 horas, e devolvidos no mesmo local, no dia 19, domingo, entre as 23.00 e as 02.00 horas.

Para dia 17, o orador convidado é Leandro Ferreira, que trará à Nora uma palestra intitulada “Os Besteiros do Conto: Criação, organização, recrutamento e intervenção nos teatros de operações (1299-1498)”.
Doutorado em História e mestre em Estudos Medievais na Universidade do Porto, estará em Serpa dando conta da importância e a originalidade dos Besteiros do Conto no quadro da organização militar medieval portuguesa, e analisando a forma como a sua regulamentação e organização foram promovidas e dinamizadas pela coroa portuguesa. Seguidamente, a análise será centrada na cadeia de comando, no recrutamento e na prática da guerra, tentando perceber o modo como estes homens comuns (sapateiros, alfaiates, ferreiros, carpinteiros) se transformaram numa peça central da organização militar portuguesa.
Miguel Gomes Martins é o convidado que, no sábado, dia 18, terá entre mãos o tema “Os Besteiros do Conto de Serpa. Das origens a inícios do século XV”.

A ligação dos Besteiros do Conto de Serpa (a primeira milícia criada em finais do século XIII por D. Dinis) à fundação dos Besteiros do Conto, o momento e em que contexto se dá a fundação dos Besteiros do Conto, e entender porque surgem primeiro em Serpa, serão algumas das questões a que se procurará dar resposta. De referir que Miguel Gomes Martins é licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, mestre e doutor em História da Idade Média pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, e investigador do Instituto de Estudos Medievais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

No último dia, o espaço Nora recebe Pedro Santana, presidente da Associação Portuguesa de Recriação Histórica (APRH), membro fundador do Ofício Bélico e da Associação Portuguesa para a Preservação e Estudo de Armas Históricas (APPEAH), que apresentará o tema “Da criação dos Besteiros do Conto por El Rei D. Dinis até à criação dos Arcabuzeiros do Conto por El Rei D. Manuel I”. Uma intervenção sobre a recriação histórica, os recriadores, características, vantagens e limitações na perspetiva das pessoas, equipamentos, atividades e locais. Será discutida a prática da recriação histórica da Associação Portuguesa de Recriação Histórica (APRH). A palestra terá como fio condutor da narrativa a evolução tecnológica das bestas para narrar o percurso dos besteiros desde o século XIII ao XVI.

Ler Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Comentários fechados.

Powered by themekiller.com