VII Jornadas Empresariais AEP-Serralves realizam-se a 20 de Outubro

0

VII Jornadas Empresariais AEP-Serralves realizam-se a 20 de Outubro

As fundações AEP e de Serralves, para “alargar o interface entre escola, empresas e centros de conhecimento científico e tecnológico”, vão reunir nesta quinta-feira, na sétima edição das suas Jornadas Empresariais, no Porto, cerca de duas centenas de educadores, académicos e investigadores, empresários e empreendedores.

O objectivo do debate proposto pelas duas instituições é “potenciar a intervenção de cada uma das pernas do tripé em que deve assentar o ecossistema empreendedor português”, estimulando nas novas gerações a “capacidade de iniciativa” e a “disponibilidade para o risco da realização”, justifica o presidente da Fundação AEP, Paulo Nunes de Almeida.

“Iniciativa e realização” é, por isso, o tema central do encontro. As duas instituições promotoras pretendem caracterizar o papel que cabe tanto à escola, desde o ensino básico, como às empresas no estímulo ao empreendedorismo com valor económico e à criação de uma cultura de inovação favorável à empresarialização das ideias.

Com efeito, entre as 9h30 e as 17 horas desta quinta-feira, o auditório da Fundação de Serralves voltará a ser um espaço de partilha e debate entre empresários, gestores e empreendedores, por um lado, e educadores, académicos, investigadores e dirigentes do sistema científico e tecnológico nacional, por outro.

O docente universitário e presidente do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), José Manuel Mendonça, na abertura (9,30 horas), e o presidente do grupo BA Glass, Carlos Moreira da Silva, no encerramento (17 horas), são os principais oradores do encontro.

Do programa, fazem também parte quatro sessões de debate, em que se irá falar, sobretudo, dos atributos dos empreendedores, das inter-relações entre escola e empresas, da empresarialização das ideias e de empresas inovadoras.

O programa completo do evento pode ser consultado aqui.

Escolas e empresas juntas

A primeira das sessões de debate, com início previsto para as 10,30 horas, será moderada pelo antigo ministro, de várias pastas e em diferentes governos, e actual presidente do Conselho de Fundadores da Casa da Música, Luís Valente de Oliveira. No mesmo painel e para se pronunciarem sobre “Os atributos dos empreendedores”, estarão os docentes universitários Liliana Cunha, da Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto, e Jacinto Jardim, do Gabinete de Educação para o Empreendedorismo e Cidadania da Universidade Aberta.

Na segunda sessão, pelas 11h45, será apresentada a experiência Porto de Futuro, que associou o Agrupamento de Escolas Rodrigues de Freitas e várias empresas da Área Metropolitana do Porto. Também se ficarão a conhecer os projetos de promoção e divulgação da ciência da Escola Secundária de Arouca e no Colégio Luso-Francês, no Porto. A fechar, o antigo secretário de Estado do Ensino Superior, José Ferreira Gomes, dará conta da iniciativa “Universidade Júnior”. Moderará Joaquim Azevedo, catedrático da Universidade Católica Portuguesa e antigo secretário de Estado dos Ensino Básico e Secundário, em 1992 e 1993.

No reinício dos trabalhos, pelas 14,15 horas, a terceira sessão versará o tema “A empresarialização das ideias”, sendo orador o CEO da Portugal Ventures, Celso Guedes de Carvalho.

Quatro empresas apresentadas pelos seus fundadores

Na quarta e última sessão, pelas 15h30, haverá cinco exemplos de empresas portuguesas inovadoras a atrair as atenções dos participantes: Veniam, Kinematix, Feedzai, Sysadvance e SilicoLife. Sobre estes autênticos “casos de estudo”, falarão os empreendedores que os têm vivido, como protagonistas, desde a fundação: respectivamente, Susana Sargento, Paulo Santos, Paulo Marques, José Vale Machado e Isabel Rocha. Na moderação do debate estará Teresa Mendes, presidente do Instituto Pedro Nunes e catedrática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

Na sessão de abertura, às 9h30, usarão da palavra os presidentes das duas instituições promotoras destas Jornadas Empresariais, Paulo Nunes de Almeida e Ana Pinho. O encerramento, depois da intervenção de Carlos Moreira da Silva, será feito por José António Barros, presidente do Conselho de Curadores da Fundação AEP.

As VII Jornadas Empresariais das Fundações AEP e de Serralves são uma das iniciativas do projecto Apreender, iniciativa da Fundação AEP, em co-promoção com o Conselho Empresarial do Centro e a PortusPark – Rede de Parques de Ciência e Tecnologia e Incubadoras e co-financiamento do Compete 2020.

Agricultura e Mar Actual

AEP Fundação de Serralves 2016-10-19 Ana Cordeiro de SáFonte Original

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com