Mazars e Telles Advogados debatem fiscalidade do OE 2017

0

A fiscalidade no Orçamento do Estado para 2017 vai ser debatida em Lisboa, numa conferência com intervenções técnicas das equipas da Mazars e da Telles Advogados e que terá como orador o presidente da CIP, António Saraiva.

As câmaras de comércio e indústria Luso-Francesa (CCILF) e Luso-Alemã (CCILA) e a Câmara de Comércio Luso-britânica (CCLB) promovem uma conferência sobre a fiscalidade no Orçamento do Estado (OE) para 2017, em parceria com a sociedade de advogados Telles e a consultora Mazars.

A conferência realiza-se a 2 de Novembro, no Palácio Foz, em Lisboa, e terá como orador convidado o presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva.

IRS, benefícios fiscais e IRC

Os temas a abordar são as alterações ao IRS e benefícios fiscais, as alterações ao IRC e benefícios fiscais, procedimento e processo tributário, alterações aos impostos indirectos e impostos sobre o imobiliário.

A conferência, que decorrerá entre as 9h30 e as 13h00, contará com a presença de partners da Telles e da Mazars, assim como as equipas de fiscalidade das duas entidades.

A Mazars é uma organização integrada e independente, especializada em auditoria e revisão de contas, contabilidade, assessoria fiscal, consultoria e advisory services. Está presente em 77 países, diretamente, e conta com correspondentes em mais 16 mercados. Integra 17 mil pessoas, que acompanham multinacionais, grandes empresas, PME e investidores privados, em todas as fases do seu desenvolvimento. Em Portugal, a Mazars integra 130 pessoas e tem escritórios em Lisboa, no Porto e em Leiria.

Por sua vez, a Telles é uma sociedade de advogados que presta serviços de consultadoria e assessoria jurídica num leque alargado de ramos do Direito. Estando especialmente vocacionados para o suporte a empresas em todos os aspectos das suas actividades que envolvem temas de natureza jurídica, assegura aos seus clientes “um apoio abrangente e especializado. Suportados por uma estrutura composta por mais de 70 advogados integrados em áreas de prática específicas, sentimo-nos ortemente preocupados com a qualidade do trabalho desenvolvido, bem como com o rigor e a integridade com que o fazemos”, diz fonte da sociedade.

Agricultura e Mar Actual

Impostos OE 2017 2016-10-28 Ana Cordeiro de SáFonte do Artigo

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com