Estrume Cavalo, o adubo orgânico da Badubeira

0

Estrume Cavalo, o adubo orgânico da Badubeira

Estrume Cavalo é um adubo orgânico elaborado a partir de estrume de cavalo, “devidamente curtido e estabilizado, e de resíduos florestais e botânicos”. Um produto da Badubeira, empresa de Viseu, para as culturas hortícolas, pomares, vinha e batata.

Segundo a empresa trata-se de um fertilizante neutro, que não aumenta a acidez dos solos. É um adubo orgânico sem cheiro.

Composição:

  • Matéria orgânica total – >70%
  • Azoto total(N) – 80 a 190 mg/L
  • Fosforo total (P2O5) – 160 mg/L
  • Potássio total (K) – 950 a 1500mg/L
  • pH – neturo

Modo de emprego:

Incorporação no solo mediante aplicador de adubo de superfície. Poderá ser igualmente aplicado em sulcos, colocando ao alcance do sistema radicular da planta. As doses de aplicação dependem do tipo de solo, do seu teor de matéria orgânica bem como das exigências da cultura. Devido às suas características pode ser aplicado em qualquer época do ano, tanto como fertilizante de fundo como de cobertura.

Mais informações através do email geral@badubeira.pt ou do telefone + 351 232 467 020.

A Badubeira é uma empresa de capitais totalmente nacionais. A sua produção “assenta numa constante melhoria dos produtos comercializados, resultado de uma investigação visando obter maior eficácia e maior qualidade”, afirma fonte institucional da empresa.

A empresa continua a actividade iniciada em 1985 pela Beira Adubo, numa fase experimental com área coberta de 500 m2. No segundo ano de campanha, 1986/87, iniciou as obras de ampliação, com novas linhas de transporte, crivagem e ensaque, a construção de nove silos de fermentação, com capacidade de 250 toneladas cada um, controle de fermentação e temperatura, armazenamento de 80.000 sacos e cais de descarga directa das matérias-primas para a área coberta, que passou para 5.500 m2. Aplicando extractores de poeiras e gases, de maneira a ser criado um melhor ambiente de trabalho, a empresa passou a proceder ao controle laboratorial da entrada de matérias-primas, com a finalidade de fazer uma escolha mais criteriosa dos materiais a aplicar nos adubos.

O laboratório da Badubeira encontra-se equipado de maneira a poder fazer, diariamente, o controlo de entrada de matérias-primas e o controle diário de produção, podendo ainda efectuar análises de terra para conhecimento dos teores de matéria orgânica, pH, e índices de correcção a efectuar nos solos.

A Badubeira proporciona ainda apoio técnico aos agricultores na aplicação e maneira de adubação das suas terras.

Agricultura e Mar Actual

Badubeira 2016-10-01 Ana Cordeiro de SáLer Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com