Estratégia Nacional para a Agricultura Biológica está sob consulta pública até 30 de Setembro

0

Estratégia Nacional para a Agricultura Biológica está sob consulta pública até 30 de Setembro

Abriu hoje, 2 de Setembro, o período de consulta pública à Estratégia Nacional para a Agricultura Biológica e Plano de Acção para a Produção e Promoção de Produtos Biológicos. O prazo da consulta pública estende-se até 30 de Setembro, sendo objectivo desta acção delinear e consolidar a estratégia global que está a ser “desenhada” pelo do Grupo de Trabalho criado em Junho passado.

“Tendo em conta a evolução da expressão do sector, o objectivo desta consulta pública é ampliar a discussão sobre o assunto, permitindo que os cidadãos e partes interessadas participem na formulação e definição da estratégia”, através de um instrumento de apoio e recolha de opiniões sobre a importância de um conjunto de questões, através de um questionário on-line disponível na página web da DGADR – Direcção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (aqui), lê-se num comunicado do Ministério da Agricultura.

O objectivo do Governo, anunciado pelo primeiro-ministro também em Junho, é apresentar uma Estratégia Nacional para este sector até 31 de Outubro.

Para o secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Amândio Torres, “estamos a progredir e a promover a qualidade alimentar através do aumento da produção em modo biológico, ao mesmo tempo que concretizamos um objectivo do XXI Governo Constitucional e que vamos ao encontro dos objectivos da estratégia Europa 2020 e da Política Agrícola Comum (PAC)”.

Amândio Torres acrescenta que “é importante dinamizar este sector, capaz de dar um enorme contributo para o Desenvolvimento Rural, sobretudo em articulação com a reprogramação do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR 2020) que está em marcha”. Segundo o Secretário de Estado, “em causa estão novos postos de trabalho, altamente qualificados, envolvendo jovens, e uma aproximação à terra e a um modo de produção mais ecológico, que se traduz em melhor qualidade alimentar”. Amândio Torres remata: “não podemos deixar de fazer crescer este projecto, implementando esta estratégia o mais rapidamente possível, para que todo o território possa avaliar novas possibilidades”.

Beira Interior e Alentejo lideram agricultura biológica

A superfície cultivada em agricultura biológica no País tem vindo a crescer de forma sustentada, representando actualmente 239.864 hectares e 7% da Superfície Agrícola Utilizada (SAL) do continente, sendo na Beira Interior e no Alentejo que se localiza cerca de 82% daquela superfície, destinada maioritariamente a pastagens e forragens para alimentar o efectivo pecuário. Apenas 20% é destinada à produção de bens alimentares dirigidos ao consumo alimentar directo ou para transformação. Os produtores pecuários biológicos produzem maioritariamente bovinos e ovinos, refere a nota do Ministério da Agricultura.

No ano de 2015 o número de produtores biológicos atingiu um total de 3.837, os processadores e transformadores eram 304 operadores e registaram um crescimento apreciável. Existem 14 organizações de agricultores representando 1.480 agricultores em agricultura biológica. A larga maioria das associações dispõe de técnicos, adianta a mesma nota.

Agricultura e Mar Actual

Agricultura Biológica PDR 2020 2016-09-02 Ana Cordeiro de SáLer Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com