Certificação de Pescas da Islândia reconhecida pela Global Sustainable Seafood Initiative

0

O Programa de Cerificação da Iceland Responsible Fisheries Management foi reconhecido pela GSSI – Global Sustainable Seafood Initiative, a entidade internacional que junta os vários stakeholders mundiais do sector das pescas e traça o benchmarking para a sustentabilidade de longo prazo das espécies.

Este reconhecimento significa que o programa de certificação da Iceland Responsable Fisheries está em linha com os 143 componentes essenciais do GSSI Global Benchmark Tool, um modelo que avalia a performance de várias áreas, desde gestão, logística e padrões de auditoria, aos métodos de captura de peixe em alto-mar.

Hrefna Karlsdóttir, directora da Iceland Responsible Fisheries Foundation, revela que “estamos orgulhosos com esta certificação que abrange todos os componentes essenciais do programa. A nossa participação neste processo da GSSI foi uma jornada longa, mas muito valiosa porque nos deu a oportunidade de olharmos para o nosso programa de certificação de uma forma crítica. Esperamos que esta ferramenta, que honra os princípios e directrizes adoptadas internacionalmente, promova a ordem e venha nivelar por cima todo o sector das pescas”.

Aumento das quotas

A Islândia decidiu aumentar recentemente a maior parte das quotas de pesca para as principais espécies, incluindo o bacalhau, após uma auditoria ter revelado a sustentabilidade dos stocks de peixe nas suas águas.

No ano passado, a Islândia exportou quase 632 mil toneladas de produtos marinhos, ou 1,8 mil milhões de euros. O sector das pescas é um dos mais importantes na economia islandesa, com o chamado cluster do mar a ter um peso de 25% no produto interno bruto do país, sendo este cluster responsável por 11 mil postos de trabalho, mais de 4% do total de postos de trabalho.

Agricultura e Mar Actual

Islândia 2016-11-21 CarlosCaldeiraFonte do Artigo

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com