Adega Mayor reconhecida com ouro no Mundus Vini 2016

0

Adega Mayor reconhecida com ouro no Mundus Vini 2016

A Adega Mayor, do Grupo Nabeiro, voltou a ser premiada com ouro e prata no Mundus Vini 2016, um dos concursos de vinho de maior prestígio a nível internacional, que decorreu recentemente na cidade de Neustadt, na Alemanha.

Os vinhos Solista Touriga Nacional 2014 e Monte Mayor Branco 2015 foram galardoados com medalha de ouro, reforçando assim o “reconhecimento da qualidade da Adega Mayor na produção e desenho de vinhos marcantes, onde a proximidade à serra de São Mamede, os solos graníticos e o clima temperado lhes conferem um carácter atractivo e diferenciador”, refere uma nota da empresa.

Também o Solista Verdelho 2015, o Monte Mayor Reserva Tinto 2014 e o Caiado Branco 2015 foram premiados com medalha de prata.

Foram a concurso mais de 4.000 vinhos, submetidos por produtores de todo o mundo, cujas amostras foram avaliadas por um painel internacional composto por aproximadamente 150 provadores de 38 países.

O vinho do comendador Nabeiro

Os primeiros passos rumo à concretização do projecto de vinho em Campo Maior são dados em 1990, quando é criada a primeira SEATUR (Sociedade Empreendedora de Agricultura e Turismo), empresa dentro do Grupo Nabeiro que visa abranger o sector agrícola e turístico. Aquela empresa mais tarde viria a denominar-se Adega Mayor.

Em 1997, dá-se inicio à plantação das primeiras vinhas da Adega Mayor iniciando-se na Herdade da Godinha e três anos mais tarde na Herdade das Argamassas.

As primeiras garrafas do vinho Monte Maior e Reserva do Comendador nascem em 2002 sob a direcção do enólogo Paulo Laureano. No ano seguinte, é produzida a primeira Garrafeira, vinho de anos excepcionais.

Agricultura e Mar Actual

Adega Mayor Grupo Nabeiro 2016-09-26 Ana Cordeiro de SáLer Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com