Açores investe 3 milhões na electrificação de 105 explorações leiteiras

0

Açores investe 3 milhões na electrificação de 105 explorações leiteiras

O secretário Regional da Agricultura e Ambiente açoriano revelou hoje, 12 de Setembro, que mais 105 explorações agrícolas dos Açores passam a beneficiar de electricidade, num investimento público superior a três milhões de euros que corresponde à satisfação de todos os pedidos de fornecimento de energia eléctrica apresentados à IROA pelos produtores, no âmbito dos seus projectos de modernização.

“São números que nos animam”, sobretudo “numa época de maiores dificuldades” para a produção de leite, afirmou Luís Neto Viveiros, à margem da visita a uma exploração leiteira em S. Miguel, ilha onde já estão concluídas 28 das 75 empreitadas iniciadas através da colaboração entre a IROA e a EDA.

O titular da pasta da Agricultura salientou o investimento feito pelo empresário agrícola Luís Barbosa na modernização da sua exploração na freguesia das Feteiras, concelho de Ponta Delgada, que contemplou a aquisição de uma sala de ordenha mecânica e de um tanque de frio, frisando que a indústria pagam mais por cada litro de leite refrigerado que é entregue em fábrica.

O PROAMAF

Neto Viveiros destacou também que, com a revisão do PROAMA, agora designado Programa de Apoio à Modernização Agrícola e Florestal – PROAMAF, os empresários agrícolas passaram a beneficiar de apoios financeiros à electrificação no interior das explorações.

O PROAMAF, exclusivamente suportado por fundos regionais, funciona em complementaridade ao PRORURAL+ e permite aos produtores agrícolas e florestais candidatarem-se a apoios para investimentos em máquinas, equipamentos e instalação de rede eléctrica de baixa tensão, através de um processo simples e célere.

“Os agricultores para fazerem a sua Instalação de Utilização de Energia Eléctrica (IUEE) [baixada]têm ainda incentivos no âmbito do PROAMAF, até 3.000 euros”, frisou o Secretário Regional.

A construção e beneficiação de caminhos agrícolas e rurais, de sistemas de abastecimento de água e de fornecimento de energia às explorações visa “contribuir para a competitividade da produção regional, através da redução dos custos de exploração, e também para a melhoria das condições de trabalho dos agricultores”, refere um comunicado do Governo Regional dos Açores.

Agricultura e Mar Actual

Açores PRORURAL+ 2016-09-12 Ana Cordeiro de SáLer Artigo Original

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com