53,6% dos alimentos analisados na Zona Euro sem vestígios de fitofarmacêuticos

0

O mais recente relatório anual da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) confirma que, de todas as amostras recolhidas no ano de 2014 na União Europeia, 97% se encontravam livres de resíduos de produtos fitofarmacêuticos ou continham vestígios que estão dentro dos limites legais. Destas, 53,6% não apresentava qualquer vestígio de resíduos e 43,4% % apresentava níveis dentro dos limites regulamentados.

O estudo, que incidiu sobre quase 83.000 amostras de alimentos e englobou os 28 estados membros da União Europeia, vem confirmar o rigor e qualidade da indústria e o cumprimento escrupuloso da legislação comunitária.

O director executivo da ANIPLA – Associação Nacional da Indústria para a PProtecção das Plantas, António Lopes Dias, comentou a satisfação da Associação para com os resultados apresentados. Segundo o mesmo, “Este estudo vem apenas reconfirmar algo sobre o qual nos batemos diariamente: os produtos alimentares produzidos na Europa têm elevada segurança”.

Tranquilidade para consumidores

António Lopes Dias revelou ainda que a ANIPLA espera que estes estudos possam trazer alguma tranquilidade aos cidadãos, porque, revela, “apesar de haver um enorme volume de informação segura e válida sobre segurança na produção dos alimentos, as famílias europeias mostram-se cada vez mais vulneráveis a campanhas agressivas de contra-informação e desinformação contra a indústria agro-alimentar. São campanhas que apresentam factos pouco fundamentados e estudos pouco claros, que colocam em causa métodos e práticas de uma indústria séria e segura que actua sobre intenso escrutínio das agências europeias”.

Entre outras relevantes conclusões do estudo apresentado, destaque para os resultados às amostras de alimentos para bebés, dos quais 91,8% continham valores não quantificáveis de resíduos de pesticidas. De salientar ainda para o facto de 98,8% dos produtos originários da agricultura biológica não apresentarem ou revelarem baixas quantidades de resíduos de pesticidas, ainda que dentro dos limites legais para o efeito.

Em comunicado, Jose Vicente Tarazona, Head of Unit na EFSA comenta, que “as elevadas taxas de conformidade registadas para 2014 estão em conformidade com os resultados dos anos anteriores, o que significa que a UE continua a proteger os consumidores”. O responsável enuncia ainda a importância deste relatório, que este ano “graças ao esforço dos Estados membros apresenta significantes avanços na harmonização e integração dos dados submetidos”.

Agricultura e Mar Actual

ANIPLA União Europeia 2016-10-28 CarlosCaldeiraFonte do Artigo

Partilhar

Sobre o autor

Escrever Comentário

Powered by themekiller.com